Home

O Cineclube Catavento lança sua programação do segundo semestre de 2016 e celebra mais uma temporada de circulação e difusão aberta e gratuita de filmes nacionais alternativos e/ou independentes no espaço do Museu da Imagem e do Som de Campinas (MIS).

Convida todos e todas para participarem das sessões de exibição de filmes nacionais e dos debates temáticos dentro do circuito independente e/ou alternativo de cinema da atualidade. A curadoria vai de julho a dezembro e conta com a parceria de circulação de grandes iniciativas e atores na árdua tarefa de circulação e difusão de filmes no Brasil. Esses parceiros são a Mostra do Filme Livre, o Taturana Mob, a Vitrine Filmes, a 10ª Mostra Internacional de Cinema e Direitos Humanos, o Moinho Coletivo, MIS Campinas, entre outros.

Com uma exibição por mês. As sessões do Cine Catavento acontecem no Museu da Imagem e do Som de Campinas (MIS) sempre às 19h30, gratuitamente. Veja abaixo toda a programação.

Sobre o Cineclube Catavento

O Cineclube Catavento prioriza a circulação livre de filmes nacionais e o acesso ao conhecimento por meio do audiovisual em uma curadoria participativa e colaborativa entre redes, grupos produtores e movimentos sociais. Já acontece a pouco mais de quatro anos dentro do Museu da Imagem e do Som de Campinas e tem a perspectiva também de levar cineclubes para espaços públicos, praças, ocupações urbanas, escolas, centros culturais, entre outros. Essas iniciativas são fundamentais para que as ações cineclubistas se efetivem e haja a disponibilização e o acesso ao conhecimento por meio do audiovisual de forma pública, livre e gratuita.

Programação Completa:

28 de Julho

A SEITA - por Clarissa Dutra 30.2

A Seita – PE (2015) – Direção: André Antônio

Sinopse: No nem tão distante ano de 2040, um homem decide sair de onde mora, nas Colônias Espaciais, e viajar de volta para a Terra. Uma vez em nosso planeta, ele resolve retornar para o seu lar na cidade do Recife. Depois de muitos anos distante, ele descobrirá que a cidade mudou muito e, por fim, também encontrará novos caminhos para seguir em sua vida quando descobrir a existência da Seita.

25 de agosto

Mataram-meu-Irmao

Mataram Meu Irmão – SP (2014) – Direção: Cristiano Burlan

Sinopse: Doze anos atrás, Rafael Burlan, o irmão do diretor Cristiano Burlan, foi assassinado com sete tiros. O cineasta decide relembrar os fatos, investigando o envolvimento do irmão com as drogas e compondo um retrato da violência que domina os bairros do subúrbio de São Paulo.

29 de setembro

permanencia

Permanência – Brasil (2014) – Direção: Leonardo Lacca

Sinopse: Ivo (Irandhir Santos) é um fotográfo pernambucano que viaja a São Paulo para fazer sua primeira exposição individual. Ele aceita o convite da ex-namorada Rita (Rita Carelli) para se hospedar na casa dela. Mas hoje, Rita já está casada com outro homem, e Ivo também deixou um amor em sua cidade natal. A proximidade entre eles desperta sentimentos antigos.

27 de outubro

homem-comum

Homem Comum – Brasil (2013) – Direção: Carlos Nader

Sinopse: O cineasta Carlos Nader começou a acompanhar a vida do caminhoneiro Nilson de Paula em 1996. Transportador de porcos, ele então era casado e pai de uma menina. De lá para cá, morte, doença, recomeço e muita estrada fizeram parte da história deste homem comum.

24 de novembro

felix-o-heroi-da-barra

Félix, o Herói da Barra – TO (2015) – Direção: Edson Fogaça 

Sinopse: Personagem presente na memória coletiva da comunidade de Barra de Aroeira, Tocantis, Félix José, um ex-escravo que lutou na guerra do Paraguai, teria recebido do imperador D. Pedro II uma grande extensão de terra como recompensa. Após sua morte, a perda do documento original gerou um conflito de posse da terra, o que leva seus descendentes a lutar pelo patrimônio por mais de 50 anos, desejando recuperar o território que hoje é ocupado por fazendas e duas cidades.

08 de dezembro

porquetemosesperanca

Porque Temos Esperança – PE (2014) – Direção:  Susanna Lira  

Sinopse: Marli, uma mulher pernambucana, começa uma saga pelos presídios de Recife, na intenção que pais reconheçam seus filhos, tentando reconstruir as vidas deles. Vivendo dilemas pessoais, a determinada mulher experimenta a solidão na própria pele, sem nunca perder a esperança e provando o poder do afeto.

cinecatavento2semestre2016reduzido

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s