Home

_DSC1296A 5ª Semana do Audiovisual Campinas, se despede amanhã, dia 26 de agosto, às 19h, com uma atividade que tem tudo a ver com a sua forma de atuar e incidir nos processos de formação e construção da cidade de Campinas. O debate é sobre o Museu da Imagem e do Som de Campinas que faz 40 anos de existência em 2015, ao qual a Semana do Audiovisual e várias outras ações e grupos são frutos. “A caixa de ressonância da arte experimental, do ativismo militante e das ousadias midiáticas em Campinas” fecha a SEDA este ano e conta com várias participações: Sônia Fardin, Batata, Coletivo Mídia Livre Vai Jão, Coletivo Moinho, Socializando Saberes, Coletivo Nina, entre outros.

_DSC1456No mais, a 5ª Semana do Audiovisual Campinas deixa saudades e fecha suas atividades em 2015 com muita alegria e o fortalecimento coletivo. Foram mais de quinze atividades cineclubistas, debates, música, intervenção urbana, formações, em oito espaços públicos da cidade. Envolvendo cerca de 1500 pessoas no processo todo, trouxe debates sobre o acesso ao audiovisual, a democracia da comunicação, outras representações midiáticas nas cenas, a produção, circulação, exibição e discussão de filmes de um circuito independente e alternativo atual no Brasil.

_DSC1518Entre as temáticas abordadas e a participação de movimentos, tivemos: SEDA Preta com casas de cultura de matriz africana, ponto a ponto com IPericentro em Cabo Verde; SEDA Rua com atividades formativas sobre as violações de Direitos da População em Situação de Rua e a construção de sujeitos, SEDA Louca, com o protagonismo de produção audiovisual de militantes da Luta Antimanicomial, Saúde Mental, entre outros; SEDA Mídia e Tecnologia, com a discussão da desconstrução dos meios hegemônicos, o acesso a formação e a produção de conhecimento na linguagem, como o próprio uso do software livre; SEDA Gêneros, que pautou o protagonismo das Minas no fazer, no pensar e no produzir rap, cinema e audiovisual, trazendo outras construções sociais no próprio espaço de disputa da comunicação;

_DSC1579SEDA Memória, debatendo a revolução social na disputa pela memória nos espaços institucionais e hegêmonicos, principalmente nos recentes paradigmas da cultura digital; SEDA Juventude, abrangendo a discussão das políticas para a juventude e os eminentes retrocessos da criminalização da juventude; SEDA Práticas culturais periféricas discutindo a cultura do Funk e as suas subjetividades e identidades na conjuntura atual; SEDA trabalho que este ano trouxe a discussão da privatização e terceirização na violação dos direitos trabalhistas, na ascenção do capital das grandes empresas; entre outras questões.

_DSC1774A inclusão, o acesso, a participação social, a construção partilhada do conhecimento foram temas e a bandeira da Semana este ano.

_DSC1838Agradecemos a todas as pessoas que de alguma forma contribuiram e enriqueceram esses processos de encontro, vivência, discussão, reflexão e formação social de sujeitos.

_DSC1933Até o ano que vem!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s